Simulação de crédito

Consórcio

O que é o consórcio?

Consórcio é a modalidade de compra baseada na união de pessoas - físicas ou jurídicas - em grupos, com a finalidade de formar poupança para a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços. A formação desses grupos é feita por uma Administradora de Consórcios , autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil.


Vantagens

O consórcio é forma mais econômica para você programar a compra do seu carro ou imóvel novo ou usado. Está alternativa de crédito sem juros vem conquistando cada vez mais o mercado. Você define o valor do bem que planeja comprar e divide o plano em vários meses que pode varias de Adm para Adm.

  • Sem Juros, Sem entrada, Sem parcelas intermediárias;
  • Taxas menores e menos burocracia para adquirir seu automóvel;
  • Para participar não é necessário avalista e nem a comprovação de renda;
  • Várias opções de créditos e parcelas que cabem no seu orçamento;
  • O valor da carta de crédito e das parcelas é corrigido apenas quando houver valorização dos bens, mediante preços estipulados pelos fabricantes, tendo como base a tabela do IPCA;
  • Ao ser contemplado, você pode usar a carta de crédito para adquirir seu carro, novo ou usado, de qualquer marca ou modelo;
  • Fiscalizado pelo Banco Central do Brasil, mais garantia e segurança para você.

Compra Planejada

Comece agora mesmo a planejar seu futuro! Com o Consórcio, você pode concretizar o seu sonho, comprando o seu bem, novo ou usado.

Economia

No consórcio você não paga taxa de juros e o custo administrativo (composto por taxa de administração fixa e fundo de reserva) é diluído por todo o período.

Opções de Prazo e Parcela

Você escolhe o valor do crédito desejado, o prazo e o valor das parcelas que cabem no seu orçamento, faça uma simulação e comprove que o consórcio oferece as melhores condições!

Formas de Contemplação

A principal característica do consórcio é que a contemplação acontece por meio de lance ou sorteio. É possível utilizar até 30 ou 50 % do valor do crédito para dar de lance e ser contemplado antecipadamente ou ficar dependendo da sorte para ser contemplado nos sorteios mensais. De qualquer maneira o consorciado recebe a carta de crédito corrigida monetariamente no final do plano/grupo para adquirir o seu automóvel.

Liberdade de Escolha

A carta de crédito oferecida para a cota é um valor de referência que será atualizada quando houver valorização dos bens, mediante preços estipulados pelos fabricantes, tendo como base a tabela do IPCA. Quando você for contemplado (por sorteio ou lance vencedor), você receberá uma carta de crédito que poderá ser utilizada para a aquisição de um carro novo ou usado, de qualquer marca ou modelo.


Dúvidas Frequentes

É a denominação utilizada para identificar o crédito do consórcio.Trata-se de uma ordem de faturamento emitida pela administradora, com a qual o consorciado irá adquirir o imóvel ou um auto de sua livre escolha. Para tanto, deverão ser apresentadas as garantias exigidas pela administradora, de forma a preservar os interesses dos próprios consorciados.

O consórcio tem como prestadora de serviço uma administradora, devidamente autorizada pelo Banco Central, órgão responsável pela regulamentação do setor, para gestão dos interesses do grupo de consorciados. A administradora cobra, pela prestação do serviço, uma taxa de administração que varia de acordo com cada empresa, modalidade de consórcio e prazo do plano. Cabe à administradora não apenas administrar como também zelar pela saúde financeira do grupo.

A Assembleia Geral Ordinária, realizada em dia, hora e local informados pela administradora, destina-se à contemplação dos consorciados, bem como ao atendimento e à prestação de informações.

Por meio de Sorteios e Lances, realizadas nas assembleias mensais dos grupos de consórcio.

É o direito do consorciado concorrer à contemplação, mediante a antecipação de parcelas oferecidas por ocasião das assembleias dos grupos. Dependendo da disponibilidade de caixa do grupo, será contemplado o maior lance, de acordo com as regras contratuais.

Tipos de Lance : Lance Fixo e Lance Livre, e Lance Embutido.

Sim, 100% (cem por cento) do saldo do FGTS pode ser utilizado para ofertar lances. Para tanto, o consorciado deverá apresentar o extrato da conta do Fundo de Garantia à administradora.

De acordo com a disponibilidade da caixa, um ou mais participantes do grupo serão sorteados para receber sua Carta de Crédito, no valor do plano a que aderiu, independente do número de prestações que tenha pago. O Sorteio serve apenas para definição da ordem de recebimento do crédito, uma vez que todos os participantes do grupo receberão até o final do plano.

A prestação de um consórcio é constituída por fundo comum, taxa de administração e, se estabelecido em contrato, por fundo de reserva e/ou seguros.

Confira abaixo como é e como calcular cada um desses itens.

Veremos, a seguir, como calcular a prestação no Sistema de Consórcios , tomando-se como exemplo um grupo de 60 meses, cujo preço do bem ou serviço é de R$ 30.000,00.

Exemplo:
Prazo de Duração do Plano: 60 meses
Valor do Bem ou Serviço: R$ 30.000,00
Periodicidade dos Pagamentos: mensal
Percentual de Fundo Comum Contratado: 100% (cobrança linear)
Taxa de Administração Total: 15%
Fundo de Reserva Total: 2%

a) Fundo Comum (FC)

É o valor que todo consorciado paga para formar a poupança que será destinada à aquisição do bem ou serviço. Como a referência do consórcio é o valor do bem ou serviço indicado no contrato, a contribuição ao fundo comum é calculada tomando-se por base o respectivo preço vigente no dia da Assembleia Geral Ordinária.

Normalmente, a contribuição para o fundo comum é obtida mediante a divisão percentual do preço do bem ou serviço contratado pelo número de meses de duração do grupo (contribuição linear). No entanto, poderá a administradora fixar percentual variável de contribuição ao fundo comum (contribuição não linear), desde que o somatório destas contribuições seja igual à totalidade do fundo comum contratado.

Calculando o Fundo Comum (cobrança linear):
100% (FC – percentual contratado)
÷
60 meses (duração do grupo)
=
1,6667% (percentual mensal de FC )

R$ 30.000,00 (valor do bem ou serviço)
x
1,6667% (percentual mensal de FC)
=
R$ 500,00 (valor mensal do FC)

b) Taxa de Administração (TA):

A taxa de administração, indicada no contrato, é a remuneração da administradora pelos serviços prestados na formação, na organização e na administração do grupo. A taxa de administração não se confunde com os juros cobrados em outras modalidades de acesso a bens e serviços.

No exemplo abaixo, você poderá verificar que a taxa de 15% está diluída nos 60 meses do plano, resultando apenas 0,25% incidente, mensalmente, sobre o valor do bem ou serviço vigente no dia da Assembleia Geral Ordinária.

Calculando a Taxa de Administração (cobrança linear):
15% (TA – percentual total contratado)
÷
60 meses (duração do grupo)
=
0,25% (percentual mensal de TA )

R$ 30.000,00 (valor do bem ou serviço)
x
0,25% (percentual mensal de TA)
=
R$ 75,00 (valor mensal da TA)

c) Fundo de Reserva (FR):

Trata-se de fundo de proteção destinado a garantir o funcionamento do grupo em determinadas situações previstas no contrato.

O consorciado estará sujeito ao pagamento deste fundo desde que sua cobrança esteja prevista em contrato. O raciocínio é o mesmo adotado para a taxa de administração. No exemplo abaixo, o fundo de reserva, também incidente sobre o valor do bem ou serviço contratado, está diluído nos 60 meses.

É importante observar que, se houver recursos nesse fundo quando do encerramento do grupo, esses serão devolvidos proporcionalmente aos consorciados.

Calculando o Fundo de Reserva:
2% (FR – percentual contratado)
÷
60 meses (duração do grupo)
=
0,0333% (percentual mensal de FR)

R$ 30.000,00 (valor do bem ou serviço)
x
0,0333% (percentual mensal de FR )
=
R$ 9,99 (valor mensal do FR)

d) Seguro:

Se previsto no contrato, o consorciado estará sujeito, ainda, ao pagamento de prêmios de seguro, nos termos do contrato. Como exemplo, podemos citar seguro de quebra de garantia, seguro de vida e seguro desemprego.

O seguro de quebra de garantia é contratado em favor do grupo e se destina a cobrir o inadimplemento no pagamento das prestações vincendas dos consorciados contemplados. O seguro de vida em grupo se destina a pagar as prestações vincendas em caso de falecimento do consorciado. Já o seguro desemprego visa garantir o pagamento de algumas prestações caso o cotista venha a perder o emprego.

Agora já sabemos como calcular a prestação mensal:
Valor do Bem ou Serviço: R$ 30.000,00
Fundo Comum mensal (1,6667%): R$ 500,00
Taxa de Administração mensal (0,25): R$ 75,00
Fundo de Reserva mensal (0,03333%): R$ 9,99
Prestação do Mês = FC + TA + FR: R$ 584,99

A prestação de um consórcio é constituída por fundo comum, taxa de administração e, se estabelecido em contrato, por fundo de reserva e/ou seguros.

Confira abaixo como é e como calcular cada um desses itens.